Repórter Pet
contato@reporterpet.com.br
contato@reporterpet.com.br
Youtube Reporter Pet
Facebook Reporter Pet
Instagram Reporter Pet
Olá, seja bem vindo ao site do Repórter Pet!

DICAS REPÓRTER PET

Puxões na guia da coleira: conheça os perigos

Trancos e puxões na guia – por que devemos evitar?

Pense na seguinte situação: você e seu cão estão passeando, um pedaço de comida está no chão, seu cão tenta pegar e você dá um puxão forte na guia para corrigi-lo. Na próxima vez que vocês forem passear e tiver algo no chão, você vai precisar dar alguns puxões na guia para ele não abocanhar algo? Se a resposta for sim, você concorda que esse método não está sendo eficaz e que você não está ensinando nada para seu cachorro, além de ter medo da dor provocada pelo tranco? E quando outra pessoa for passear com seu cão? Uma criança ou alguém que não consiga dar os puxões na guia para “corrigir” o cachorro?
Ou então imagine uma situação em que seu cão esteja solto em algum parque para cães. Imaginou? Será que sem a guia ele não vai sair pegando tudo pelo chão? Posso apostar que sim!

Quando damos trancos na guia, podemos diminuir o comportamento naquele exato momento, mas não conseguimos corrigir o problema. Logo, na próxima vez ou sem a sua presença, o comportamento poderá se repetir. É claro que se o seu cão for pegar um pedaço de comida que está no chão enquanto vocês passeiam, você precisa evitar. Puxando a guia você vai impedir que ele pegue algo que possa prejudicar a sua saúde. Mas coloque na sua cabeça que esses trancos na guia não vão resolver o problema.


“Mas e se meu cão late para outros cães? Vi em um programa de televisão que devemos dar alguns puxões na guia!”. E eu te respondo com outra pergunta: porque seu cão está latindo para outro cão? Ele está ansioso? Está desconfortável, com medo da presença do outro cão e late para afastá-lo?

Tente enxergar o ponto de vista do seu cão. Você está em um lugar onde não gostaria de estar, com pessoas que não gostaria que estivessem ali e, por fim, super incomodado. Para piorar a situação, alguém chega em você e te belisca, empurra e fica bravo com você por você não estar à vontade. Com certeza isso não vai te ajudar a ficar melhor.

No caso do puxão na guia o cão só para de latir porque aquilo causou um desconforto/dor. Mas o estado emocional dele continua o mesmo! Ele continua incomodado com a situação e com os cães perto dele. O que acontece, na maioria dos casos, é que o cachorro associa que na presença de outros cães ele vai receber trancos na guia. Com isso, ele fica mais ansioso, mais incomodado e late para afastar o outro cachorro e não receber mais trancos na guia, mas recebe outro puxão porque latiu de novo e isso não tem fim. Ou o fim é o proprietário desistir de sair com esse cachorro na rua.